A bolacha Maria foi criada em 1874 por um padeiro inglês para comemorar o casamento da grã-duquesa Maria Alexandrovna da Rússia com o Duque de Edimburgo. Foi muito popular na Guerra Civil Espanhola, durante a qual foi considerada símbolo da prosperidade da economia ao ser produzida com os excedentes de trigo.

Conheça a história da Bolacha Maria

Era o ano de 1857, quando dois padeiros ingleses, James Peek e George Hander Freans, começaram a fabricar “cookies” e a vendê-los numa carruagem que circulava por todo o país. Esta acção acabou por tornar a empresa Peek Freans muito conhecida.

Dezassete anos depois, o 2º filho da rainha Vitória – Alfredo – Duque de Edimburgo, casou-se com a duquesa russa Maria Alexandrovna. Foi aí que os padeiros da Peek Freans decidiram criar um novo biscoito para homenagear a duquesa. O biscoito era redondo, tinha um friso decorativo, e, no centro, estava gravado o nome da homenageada: “Maria”.

Os casamentos reais britânicos despertam grande interesse de outros países; e muita gente quis provar as bolachas Maria. Não demorou muito para que o produto começasse a ser imitado, não só na Europa, mas até no Japão. Fonte: Eliandro Monteiro

https://pt.wikipedia.org/wiki/Maria_Alexandrovna_da_R%C3%BAssia