A linha (ou ramal) C-14 da Ferrocarril General Manuel Belgrano, conhecido popularmente como Tren de las Nubes (em português, trem das nuvens), é uma ramificação da linha ferroviária da ferrovias argentinas que une as estações de Salta com a de La Polvorilla, sobre a Cordilheira dos Andes, em alguns trechos, a mais de 4 200 metro de altitude.

A origem da linha se remonta pelos estudos realizados pelos engenheiros Abd El Kader, no ano de 1889, onde suas conclusões foram arquivadas pelos órgãos técnicos da época por vários anos.
A primeira lei nacional pronunciada referente a construção de trens esta sob o número 4.683, publicada em 18 de setembro de 1905. Esta lei vigorava sobre os estudos para desenvolver uma ferrovia.
Em seguida, foi criada a lei 4.813 que autorizou o poder executivo nacional da Argentina a construir a primeira trama da ferrovia entre as localidade de Cerrillos e Rosario de Lerma.
Em 1906, novos estudos, desta vez a cargo dos engenheiros José Rauch e Emilio Candini, levantaram a possibilidades para elevar a ferrovia para Puna: uma linha pela Quebrada de Humahuaca, e outra pela Quebrada del Toro.
Outros engenheiros que estudaram a Quebrada del Toro, foram os engenheiros Schneidwin, que concluiu seus estudos desaconselhando esta extensão e apoiando a de Humahuaca. Também realizaram estudos os engenheiros Carlos Cassaffousth, que aconselhou pela Quebrada del Toro, devido o que assegurava que “deve-se usar cremalheiras para vencer a forte inclinação”.