Prova válida pelo Campeonato Brasileiro encerrou neste domingo após três dias de disputas em terras catarinenses


O Rally de Rio Negrinho terminou neste domingo, 15, após três dias de programação e muita disputa na pista, em prova válida pela quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Rali de Velocidade (CBR).
Após mais de 150 quilômetros de trechos cronometrados, em 11 especiais, entre a noite de sexta-feira, e este domingo, vitória gaúcha dos irmãos Juliano e Rafael Sartori no geral e na categoria RC2, a mais forte, dos carros de tração 4×4. “Este foi um rali exigente, técnico, que impôs algumas dificuldades. A gente veio neste domingo com intuito de buscar uma nova vitória e ao final buscamos administrar para terminar e somar a pontuação máxima da etapa. Estamos felizes pelo desempenho e por nos manter líderes do Campeonato”, destacou.
Na RC4, a mais forte dos carros de tração 4×2, vitória “da casa”. O catarinense Rafael Tulio e seu navegador Sandro Maestreli levaram a melhor nos dois dias de prova. “Foi uma corrida muito difícil, conseguimos buscar um ritmo bom e ao final conquistar esta vitória que nos deixa muito feliz”, salientou o piloto.
Já na RC5 a vitória dos dias foi para o Paraná: no primeiro (sábado) com a dupla Luiz Loepper e Bruno Baptista e no segundo (domingo, para Luiz Poli e Damon Alencar. “Sensacional. Vencer uma categoria tão disputada, com várias duplas buscando a vitória. A gente testou nosso limite no sábado e conseguimos buscar este bom resultado. Só temos a agradecer, a Rio Negrinho, ao público que nos recepcionou nas especiais, simplesmente muito bom”, completou.
O Brasileiro de Rali vai agora ao Paraná para a disputa do tradicional Rally da Graciosa, um dos mais tradicionais do calendário e único em asfalto. Esta prova acontecerá no primeiro final de semana de novembro, definindo também os campeões da temporada nas três categorias.