Santa Tereza (RS) é um município pequeno as margens do rio Taquari distante 147km da capital Porto Alegre e que guarda um grande tesouro em sua arquitetura preservada, o grande orgulho dos quase dois mil habitantes de lugar. Sendo o Campanário Neogótico Veneziano sua principal atração. Saiba mais – turismo@santatereza.rs.gov.br

Santa Tereza é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul. O nome do município foi escolhido pelo chefe da Colonização Italiana, Joaquim Rodrigues Antunes, em homenagem a sua esposa Teresa.
O nome do município surgiu com a expressão de gratidão e amor do engenheiro chefe da colonização Senhor Joaquim Rodrigues Antunes pela sua esposa Tereza. Tem um dos mais importantes núcleos de imigração italiana do Brasil.
Sua arquitetura eclética mantém os elementos culturais trazidos do norte da Itália sendo frequentemente comparada à das aldeias dessa região.
A proximidade aos rios Taquari, Barra Mansa e Vinte e Dois, as montanhas que a cercam, os prédios históricos e o clima ameno de outono, inverno e primavera fazem de Santa Tereza uma cidade especial.
A colonização começou em 1885, por imigrantes italianos e poloneses que se instalaram as margens do Rio Taquari, na Linha José Júlio.

Santa Tereza foi tombado pelo Iphan

O núcleo urbano de Santa Tereza foi tombado pelo Iphan, em 2012, e é composto por 25 casas de madeira e de alvenaria construídas nos séculos XIX e XX, pelos imigrantes que vieram de diferentes regiões da Itália. Entre os núcleos gaúchos, Santa Tereza é o mais íntegro porque mantém quase intactas as características originais do seu traçado.

CAMPANÁRIO NEOGÓTICO VENEZIANO

A primeira capela de madeira foi construída em 1886, benta pelo reverendo Padre Augusto Finotti. A Igreja Matriz seria benta no ano de 1902, com a licença do Bispo Dom Cláudio José Gonçalves Ponce de Leão, pelo reverendo Bruno “cappuccino”, assistido pelo pároco Giousue Bardin e pelo polaco Onorato “cappuccino”.
O campanário foi projetado por Massimiliano Cremonese em meados de 1927, a convite do padre José Ferlin que deu início à construção no dia 10 de outubro de 1928. Trabalharam decisivamente na obra Alexandre Brunello, Napoleone De Biasi e os irmãos Quintiliano, Marino e Pedro Eugênio Basso. Quando a obra contava com aproximadamente 20 metros de altura precisou ser interrompida por falta de recursos e só em meados de 1932, o então pároco da época, Egídio Zamboni, resolveu percorrer a comunidade em busca de recursos financeiros para concluí-la, em 1934. O “campanille” em estilo neogótico Veneziano é praticamente uma réplica da torre de Fagaré della Bataglia, que fica no município de San Biagio di Callalta, Província de Treviso, Itália.
Lamentavelmente, a antiga igreja em estilo neorromânico acabou sendo demolida em 1966, seguindo o modernismo ditado pela construção de Brasília, dando lugar ao prédio atual.
Autor do texto: Professor Cesar Augusto Prezzi –
Prefeitura Municipal de Santa Tereza
Telefones Úteis: (54) 3456 1033
turismo@santatereza.rs.gov.br